5.1 - Conceitos Básicos

Você está aqui

A teoria de testes de vida acelerados engloba conceitos já vistos anteriormente, como falha, tipos de censura e também outros conceitos específicos que são utilizados somente nesses tipos de testes. A seguir apresentamos alguns conceitos básicos importantes para o entendimento dessa teoria.

Testes de vida acelerados

Testes acelerados são aqueles em que a resposta de interesse é o "tempo até a ocorrência da falha". O objetivo nesse caso é estimar, por exemplo, a MTTF (MTBF) e a função de confiabilidade. Através da modelagem de tais dados podemos extrapolar, com um certo cuidado, os resultados obtidos nos testes para as condições normais de uso. 

Para ilustrar, consideremos as memórias de computador do tipo RAM ("random access memory") fabricadas por uma indústria. Uma das medidas de performance desse produto é o tempo de acesso. A "falha", nesse caso, poderia ser definida como "tempo de acesso superior a um valor pré-determinado". Portanto, em um teste de vida acelerado para esse produto, a resposta de interesse seria o "tempo necessário para que o tempo de acesso da memória se torne superior ao valor pré-estabelecido". Para isso, esses dados são coletados sob alguma condição estressante, como por exemplo temperatura mais alta.

Como um outro exemplo, consideremos um produto congelado qualquer. Suponha que o fator estressante para a realização do teste seja a temperatura (as unidades do produto são submetidas a teste sob temperaturas mais altas do que a temperatura de armazenamento). Com isso, uma medida de interesse é o nível de micro-organismos no produto. A "falha" nesse caso seria o "nível de micro-organismos superior a um valor especificado ou tolerado pelo organismo humano". Portanto, em um teste de vida acelerado, a reposta seria o "tempo até que o nível de micro-organismos supere o valor especificado". Com isso é possível determinar o prazo de validade do produto. Lembremos que, em um teste de vida acelerado estipulamos o seu período de duração e no final examinamos as unidades. Portanto, corremos o risco de nos deparar com qualquer uma das seguintes situações:

examinar todas as unidades do produto no final do teste e considerar que nenhuma delas "falhou" (amostra censurada à direita) ou;
constatar que, para todas as unidades o nível de micro-organismos superou o limite permitido entretanto, não sabemos em que ponto no tempo isso aconteceu (amostra censurada à esquerda) ou;
uma mistura das duas situações anteriores.

 

Confiabilidade

Sobre o Portal Action

O Portal Action é mantido pela Estatcamp - Consultoria Estatística e Qualidade, com o objetivo de disponibilizar uma ferramenta estatística em conjunto com uma fonte de informação útil aos profissionais interessados.

Facebook

CONTATO

  •  Maestro Joao Seppe, 900, São Carlos - SP | CEP 13561-180
  • Telefone: (16) 3376-2047
  • E-Mail: [email protected]