3 - Estimação Não-Paramétrica da Função de Confiabilidade

Você está aqui

Em geral, os conjuntos de dados amostrais de tempos de falha apresentam censuras, o que requer técnicas estatísticas especializadas para acomodar a informação contida nestas observações. As observações censuradas nos dão somente parte da informação sobre o tempo de falha dos itens sob teste. Isto é, a observação censurada informa que o tempo até a falha é maior do que aquele onde a censura foi registrada. Os problemas gerados por observações censuradas podem ser ilustrados numa situação bem simples, por exemplo, na construção de um histograma. Se a amostra não contiver observações censuradas, a construção de um histograma consiste na divisão do eixo do tempo em um certo número de intervalos. Em seguida, conta-se o número de falhas em cada intervalo. Entretanto, quando existem censuras não é possível construir um histograma, pois não sabemos a frequência exata associada a alguns intervalos. 

A seguir apresentamos técnicas estatísticas usadas para analisar dados de tempo de falha na presença de censuras. Em particular, introduzimos dois estimadores não-paramétricos (Tabela de vida e Kaplan-Meier) para a função de confiabilidade.

Confiabilidade

Sobre o Portal Action

O Portal Action é mantido pela Estatcamp - Consultoria Estatística e Qualidade, com o objetivo de disponibilizar uma ferramenta estatística em conjunto com uma fonte de informação útil aos profissionais interessados.

Facebook

CONTATO

  •  Maestro Joao Seppe, 900, São Carlos - SP | CEP 13561-180
  • Telefone: (16) 3376-2047
  • E-Mail: [email protected]