1 - Mercado Financeiro

Você está aqui

O mercado financeiro é o mercado onde os recursos excedentes da economia (poupança) são direcionados para o financiamento de empresas e de novos projetos. No mercado financeiro tradicional, o dinheiro depositado no banco é utilizado pelas instituições financeiras para financiar alguns setores da economia. Por essa intermediação os bancos cobram do tomador do empréstimo uma taxa (spread) para cobrir os custos de transação e o risco envolvido no empréstimo. 

O mercado de capitais faz parte do mercado financeiro. No mercado de capitais, os recursos dos poupadores são destinados a promoção do desenvolvimento econômico de forma direta, isto é, de projetos e empresas. É no mercado de capitais que empresas que precisam de recursos conseguem financiamento por meio de emissão de títulos, vendidos diretamente aos poupadores e investidores, sem intermediação bancária.

O repasse dos recursos dos poupadores e investidores às empresas podem ser feito de duas formas:

  • Dívidas: Os investidores compram títulos emitidos  pelas empresas que precisam de dinheiro. Estes títulos dão aos investidores o direito de receber a quantia emprestada mais juros. Os títulos são chamados de títulos de dívida e o mercado é conhecido como mercado de renda fixa.
  • Ações: Os investidores compram títulos emitidos pelas empresas que precisam de dinheiro. Os títulos não garantem remuneração fixa aos investidores. A remuneração dos títulos são os dividendos, parte do lucro que uma empresa de capital aberto possui. 

 

O mercado de capitais é fundamental para o crescimento de um país, pois sem ele muitos projetos não conseguiriam sair do papel por falta de financiamento. Muitas empresas perderiam a competitividade e dificilmente conseguiriam desenvolver-se.

A colocação inicial dos títulos no mercado é chamado de lançamento no mercado primário. A negociação desses títulos após a oferta inicial é feita em mercados secundários específicos. No Brasil temos:

  • A bolsa de valores para as ações.
  • A Cetip (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos Privados) para os títulos de dívida das empresas.
  • O Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) para títulos públicos.

 

O Mercado de Capitais no Brasil pode ser esquematizado da seguinte forma:

 

 

                     

 

Mercado de renda variável

No mercado de renda variável são negociados Ações. Uma ação é a menor parcela do capital de uma empresa. É um título que não garante remuneração predeterminada aos investidores. A remuneração da ação, é determinada pela capacidade da empresa em gerar lucros. Aquele que compra uma ação de uma determinada empresa, se torna sócio da mesma. 

Há dois tipos básicos de ações:

  • Ordinárias: confere ao detentor o direito de voto nas assembleias, mas os dividendos da empresa pode não ser prioritário para este tipo de ação.
  • Preferenciais: o acionista não participa das decisões estratégicas da empresa, por outro lado tem prioridade no recebimento de dividendos.

O preço da ação está intimamente relacionado com a oferta e a procura da mesma. Quando a perspectiva de lucro da empresa é boa, a procura pela ação aumenta, existindo uma relação de causa no aumento do preço da ação. Quando a perspectiva de lucro da empresa é baixo, a procura pela ação cai, o que causa uma diminuição no preço da ação.

No Brasil a Bolsa de Valores que negocia ações, é a Bovespa. 

Mercado de renda fixa

O mercado de renda fixa tem como característica a negociação de títulos de dívidas, que permitem o recebimento da quantia emprestada mais juros previamente determinado. Os títulos de renda fixa garantem rendimentos predeterminados como, por exemplo, taxa de juros pré-fixada ou pós-fixada. 

Investir em títulos de renda fixa é uma forma de investimento seguro. A explicação para este fato é que os títulos de renda fixa são atrelados a taxa de juros e taxas de juros são normalmente menos voláteis do que ações.

Os títulos são chamados de privados quando emitidos por instituições privadas e público quando emitido pelo governo municipal, estadual ou federal. Os títulos públicos federais são negociados entre bancos e instituições financeiras por meio do Selic. Já os títulos privados são negociados e liquidados por meio do Cetip.

Mercado de Câmbio

O mercado de câmbio é o ambiente onde se realiza as operações de câmbio (negociação de moeda estrangeira) entre os agentes autorizados pelo Banco Central e entre estes e seus clientes. Os compradores e vendedores são normalmente exportadores, importadores, turistas e investidores. 

O órgão regulador deste mercado é o BACEN. É ele que autoriza quem pode negociar moedas estrangeiras. 

Um conceito de fundamental importância neste mercado é a taxa de câmbio. A taxa de câmbio é expressa em unidades de uma moeda com relação a unidade de outra moeda. 

Se a quantidade de unidades de determinada moeda necessárias para se adquirir uma outra moeda aumentar, diz-se que essa moeda se desvalorizou ou se depreciou em relação à outra; caso essa quantidade se reduza, diz-se que a moeda apreciou ou valorizou em relação à outra.

A variação da taxa de câmbio pode ser influenciada por fatores domésticos, como a posição das reservas cambiais, a situação do balanço de pagamentos, a condução da política econômica etc. Fatores externos também podem interferir na taxa de câmbio, como a evolução das taxas de juro internacionais (comparativamente às taxas de juros domésticas), pois podem determinar o fluxo de moeda dos investidores.

Mercado de Fundos de Investimento

Um fundo de investimento, é uma forma de aplicação financeira, formada pela união de vários investidores para realização de um investimento financeiro. É constituído tal qual um condomínio, onde os investidores visam um determinado objetivo ou um retorno esperado em comum. 

A administração e a gestão do fundo são realizadas por especialistas contratados. Os administradores tratam dos aspectos jurídicos e legais do fundo, os gestores da estratégia de montagem da carteira de ativos do fundo, visando o maior lucro possível com o menor nível de risco.

Os fundos de investimento conferem ao investidor melhores condições de remuneração no mercado, devido à administração profissional, e por lidarem com um volume de recursos extremamente expressivo. É uma alternativa para investidores obterem rentabilidade de ativos de renda fixa e ações sem necessariamente  conhecer o mercado. 

Fundos também diluem o risco de grandes perdas, uma vez que a carteira pode ser composta por diversos ativos.

 

 

 

 

 

Sobre o Portal Action

O Portal Action é mantido pela Estatcamp - Consultoria Estatística e Qualidade, com o objetivo de disponibilizar uma ferramenta estatística em conjunto com uma fonte de informação útil aos profissionais interessados.

Facebook

CONTATO

  •  Maestro Joao Seppe, 900, São Carlos - SP | CEP 13561-180
  • Telefone: (16) 3376-2047
  • E-Mail: [email protected]