Planejamento de Experimento

Você está aqui

O conhecimento é a chave para a inovação e lucro, porém a aquisição de conhecimento pode ser complexa, demorada e custosa. Para termos sucesso, precisamos aprender a aprender. Esta é a chave para a geração de ideias, melhoria de processos, desenvolvimento de novos produtos. Uma ideia inicial (ou modelo) conduz a um processo de dedução de certas consequências necessárias que podem ser comparadas com dados. Quando há uma discrepância entre as consequências e os dados, somos conduzidos a um processo chamado indução, para modificar o nosso modelo inicial. Sendo assim, iniciamos um novo ciclo, em que modificamos o nosso modelo e comparamos com dados (antigos ou novos). Consequentemente, somos conduzidos a novas modificações e ganho de conhecimento.

Suponha que queremos resolver um problema em particular e a partir de uma certa especulação inicial, temos algumas ideias relevantes para solucioná-lo. Desta forma, vamos buscar dados que garantam ou refutem a nossa teoria. Algumas vezes, os fatos e os dados obtidos confirmam a nossa conjectura e, neste caso, o nosso problema estará resolvido. No entanto, frequentemente, nossa ideia inicial está parcialmente correta ou as vezes, totalmente errada. Neste caso, teremos que continuar pesquisando.

Em qualquer área de pesquisa, estamos interessados em saber quais variáveis são determinantes para obtermos sucesso, assim como limites inferior e superior de valores destas variáveis. Por exemplo, em um processo de retífica estamos interessados em saber quais variáveis são determinantes para um bom acabamento da peça.  Em um processo de cura de resinas termorrígidas, a temperatura de cura e a quantidade de catalisador são variáveis importantes na determinação do tempo total de cura da resina polimérica. Com isso, estamos interessados em determinar valores adequados para estas variáveis de forma a manter nosso processo de acordo com as necessidades dos clientes.

Para estudarmos o comportamento das variáveis que influenciam em nossa pesquisa, realizamos EXPERIMENTOS. Para isto, escolhemos, de acordo com a conveniência do pesquisador, níveis para as variáveis de interesse e executamos experimentos em combinações dos níveis destas variáveis. O planejamento experimental é uma destas técnicas, que atualmente vem sendo usadas em grande escala. Por meio dele, pesquisadores determinam as variáveis que exercem maior influência no desempenho de um determinado processo. Esse é um dos objetivos do planejamento de experimento que em inglês é denominado Design Of Experiments (DOE).

Dúvidas sobre esse conteúdo? Comente:

Sobre o Portal Action

O Portal Action é mantido por Estatcamp - Consultoria Estatística e Qualidade e por DIGUP - Desenvolvimento de Sistemas e Consultoria Estatística, com o objetivo de disponibilizar uma ferramenta estatística em conjunto com uma fonte de informação útil aos profissionais interessados.

Facebook

CONTATO

  •  Maestro Joao Seppe, 900, São Carlos - SP | CEP 13561-180
  • Telefone: (16) 3376-2047
  • E-Mail: [email protected]